Quinta, 24 de Junho de 2021 11:53
(63) 9 9271-2341
Geral Tocantins

Adapec participa da 4ª Reunião do Bloco IV sobre retirada da vacinação contra febre aftosa

Estado faz parte do bloco que pretende retirar gradualmente a vacinação a partir de 2022

10/06/2021 23h55 Atualizada há 2 semanas
837
Por: Felipe de Sá Fonte: Secom Tocantins
Tocantins participa de reunião com agentes do mesmo bloco, com vistas à retirada da vacinação contra febre aftosa - Foto: Adapec/Governo do Tocantins
Tocantins participa de reunião com agentes do mesmo bloco, com vistas à retirada da vacinação contra febre aftosa - Foto: Adapec/Governo do Tocantins

O Governo do Tocantins, por meio da Agência de Defesa Agropecuária (Adapec), participa da 4º Reunião do Bloco IV sobre o Plano Estratégico do Programa Nacional de Vigilância para a Febre Aftosa (PE PNEFA), nesta quinta-feira, 10, virtualmente. O objetivo é discutir, avaliar e acompanhar o andamento das ações para traçar metas que resultarão na evolução do status de país livre da febre aftosa sem vacinação.

O Tocantins tem a perspectiva de remover a vacinação no segundo semestre de 2022. A conquista trará benefícios a toda a sociedade. “Estamos trabalhando muito para cumprir todas as exigências e sairmos vitoriosos com a evolução da condição sanitária, sabemos o tamanho da nossa responsabilidade, que envolve toda a cadeia produtiva”, frisa o diretor de Defesa, Inspeção e Sanidade Animal da Adapec, Márcio Rezende.

Participam representantes que fazem parte do bloco, sendo além do Tocantins, os estados da Bahia, Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Sergipe, São Paulo, Distrito Federal, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

De acordo com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), o Plano foi traçado para ser executado em um período de 10 anos, de 2017 a 2026. Um dos seus objetivos é a substituição gradual da vacinação contra a febre aftosa, em todo o território brasileiro, que implica na adoção de diversas ações a serem desenvolvidas em âmbito municipal, estadual e nacional, com o envolvimento do Serviço Veterinário Oficial (SVO), setor privado, produtores rurais e agentes políticos.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias