Domingo, 09 de Maio de 2021
(63) 9 9271-2341
Tocantins Tocantins

ARAGUAÍNA: Beneficiário do Auxílio Emergencial e mais dois são presos por usar dinheiro para fomentar tráfico de drogas

Ao todo, três pessoas foram presas, dentre elas o dono do imóvel onde ocorria a comercialização

08/01/2021 12h05 Atualizada há 4 meses
1.000
Por: Fonte: Norte do Tocantins
Imagem de Divulgação
Imagem de Divulgação

Três pessoas foram presas por tráfico de drogas em Araguaína, norte do Tocantins. De acordo com a Polícia Militar (PM), após algumas semanas de monitoramento a um imóvel, localizado no setor Esplanada, uma ação desencadeada nesta quinta-feira, 7, descobriu que o local estaria sendo utilizado como ponto de venda de substâncias entorpecentes.

Com base nas investigações, os policiais intensificaram o monitoramento e flagraram um intenso fluxo de usuários entrando e saindo do local no intuito de adquirir drogas.

Assim, na tarde desta quinta-feira, os policiais civis novamente foram ao local e após adentrar a residência, localizaram e apreenderam dezenas de pedras de crack, já prontas para a venda, pedra bruta da mesma droga que ainda ser fracionada para a venda, além de porções de maconha, bem como certa quantia em dinheiro. “De acordo com as investigações da Denarc, o local onde funcionava o ponto de venda era também a residência do casal preso e funcionava de forma ininterrupta com uma grande movimentação de usuários”, disse o delegado Breno.

Diante dos fatos, o casal de 34 e 35 anos de idade, bem como outro suspeito de 30 anos que ajudava na comercialização da droga, foram conduzidos a Central de Atendimento da Polícia Civil, em Araguaína, onde foram autuados pela prática do crime de tráfico de drogas. Logo em seguida, os dois homens foram recolhidos a Unidade Penal de Araguaína, onde permanecerão à disposição do Poder Judiciário. A mulher foi recolhida a Unidade Penal Feminina de Babaçulândia, onde ficará à disposição da Justiça.

Ainda conforme o apurado pela Polícia Civil, o suspeito preso e dono do imóvel, utilizava o dinheiro do auxílio emergencial recebido do Governo Federal para adquirir substâncias entorpecentes e financiar o tráfico que praticava na própria casa. Segundo o Delegado Breno, ele comprava os entorpecentes com o valor que recebia do auxílio emergencial, e depois os revendia para obter lucro.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias