Social Items



Trabalhadoras e produtoras rurais do município de Gurupi participaram essa semana do curso de “Trabalhador na Produção de Doces, Compotas e Frutos Cristalizados”, promovido pelo SENAR (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural), em parceria com Sindicato Rural de Gurupi, entidade administrada pelo seu presidente João Batista de Oliveira Neto.O curso, realizado através de aulas práticas e teóricas, são abordados temas como higiene do manipulador, dos utensílios e do ambiente, microbiologia de alimentos, tecnologia adequada à fabricação de compotas, rotulagem, embalagens adequadas a cada tipo de produto e conservação dos produtos.

Além disso, as alunas aprendem a tecnologia de fabricação de frutas cristalizadas, objetivando melhorar a qualidade e a eficiência na produção caseira de doces e compotas, como também passam por todas as etapas do processo, como valor nutricional dos alimentos, seleção dos frutos, equipamentos, pesagem, preparo até a comercialização. As técnicas podem ser aplicadas na produção para o próprio consumo, e para comercialização dos produtos produzidos, uma vez que o mercado está cada vez mais competitivo.

“No final, as alunas estarão aptas a produzir os doces para consumo próprio ou vendê-los”, comentou a instrutora Patrícia de Oliveira Ribeiro. Segundo ela, os fabricantes de doces caseiros que produzem com qualidade têm mercado garantindo, e essa capacitação tem o poder de aumentar as perspectivas de renda da família. ” Declarou a instrutora
De acordo com o presidente da FAET/SENAR, Paulo Carneiro, essa capacitação tem o poder de aumentar as perspectivas de renda e, consequentemente, contribuir para a qualidade de vida dos trabalhadores. “Os alunos que tem a oportunidade de participar dos nossos treinamentos, ficam encantados porque sempre chegam com uma visão micro do curso e depois descobrem que aprenderam além das expectativas, como desenvolver conhecimentos referentes a custos, comercialização e negociação de produtos e matéria prima em comum, visando a otimização dos recursos de produção, esse é o nosso principal objetivo das nossas capacitações. Comentou o presidente.
FOLHA DO BICO 

GURUPI: SENAR realiza curso de trabalhador na produção de Doces, Conservas, Compotas, Frutas Cristalizadas



Trabalhadoras e produtoras rurais do município de Gurupi participaram essa semana do curso de “Trabalhador na Produção de Doces, Compotas e Frutos Cristalizados”, promovido pelo SENAR (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural), em parceria com Sindicato Rural de Gurupi, entidade administrada pelo seu presidente João Batista de Oliveira Neto.O curso, realizado através de aulas práticas e teóricas, são abordados temas como higiene do manipulador, dos utensílios e do ambiente, microbiologia de alimentos, tecnologia adequada à fabricação de compotas, rotulagem, embalagens adequadas a cada tipo de produto e conservação dos produtos.

Além disso, as alunas aprendem a tecnologia de fabricação de frutas cristalizadas, objetivando melhorar a qualidade e a eficiência na produção caseira de doces e compotas, como também passam por todas as etapas do processo, como valor nutricional dos alimentos, seleção dos frutos, equipamentos, pesagem, preparo até a comercialização. As técnicas podem ser aplicadas na produção para o próprio consumo, e para comercialização dos produtos produzidos, uma vez que o mercado está cada vez mais competitivo.

“No final, as alunas estarão aptas a produzir os doces para consumo próprio ou vendê-los”, comentou a instrutora Patrícia de Oliveira Ribeiro. Segundo ela, os fabricantes de doces caseiros que produzem com qualidade têm mercado garantindo, e essa capacitação tem o poder de aumentar as perspectivas de renda da família. ” Declarou a instrutora
De acordo com o presidente da FAET/SENAR, Paulo Carneiro, essa capacitação tem o poder de aumentar as perspectivas de renda e, consequentemente, contribuir para a qualidade de vida dos trabalhadores. “Os alunos que tem a oportunidade de participar dos nossos treinamentos, ficam encantados porque sempre chegam com uma visão micro do curso e depois descobrem que aprenderam além das expectativas, como desenvolver conhecimentos referentes a custos, comercialização e negociação de produtos e matéria prima em comum, visando a otimização dos recursos de produção, esse é o nosso principal objetivo das nossas capacitações. Comentou o presidente.
FOLHA DO BICO 

Postagens mais visitadas