Social Items


Em um desdobramento da Operação Cracker, realizada em maio de 2017, a Polícia Federal realiza nesta quinta-feira, 26, em Araguatins, Augustinópolis, Maurilândia e Praia Norte, a Operação Backdoor, contra marginais que aplicavam golpes em pessoas na internet.
O grupo agia criando páginas falsas de lojas virtuais e as anunciavam promoções por meio de redes sociais, como o Facebook. Ao clicar no anúncio falso, a vítima era enviada para a página de lojas virtuais clonada, ou seja, páginas falsas.
A vítima pensava que se tratava de uma loja verdadeira e fazia a compra, fazendo pagamento por boleto. Ainda segundo a PF, os boletos seriam de outros produtos já comprados pelos criminosos em outras lojas virtuais. Desta forma, a vítima pagava pela compra realizada pela quadrilha.
A ação da PF acontece ainda em Araguaína-TO, Imperatriz-MA e Jussara-GO.
Mais de 70 policias estão nas ruas cumprindo 24 mandados expedidos pela justiça, sendo oito de prisão preventiva e 16 mandados de busca e apreensão. Os mandados foram expedidos pela vara criminal de Augustinópolis. Todos as as prisões foram cumpridas nas primeiras horas da manhã, sendo que uma em Araguatins, outra em Augustinópolis e mais uma em Maurilândia.
A PF não informou o nomes dos criminosos.
Folha do Bico 

Araguatins, Augustinópolis, Maurilândia e Praia Norte são alvos de operação da PF contra hackers


Em um desdobramento da Operação Cracker, realizada em maio de 2017, a Polícia Federal realiza nesta quinta-feira, 26, em Araguatins, Augustinópolis, Maurilândia e Praia Norte, a Operação Backdoor, contra marginais que aplicavam golpes em pessoas na internet.
O grupo agia criando páginas falsas de lojas virtuais e as anunciavam promoções por meio de redes sociais, como o Facebook. Ao clicar no anúncio falso, a vítima era enviada para a página de lojas virtuais clonada, ou seja, páginas falsas.
A vítima pensava que se tratava de uma loja verdadeira e fazia a compra, fazendo pagamento por boleto. Ainda segundo a PF, os boletos seriam de outros produtos já comprados pelos criminosos em outras lojas virtuais. Desta forma, a vítima pagava pela compra realizada pela quadrilha.
A ação da PF acontece ainda em Araguaína-TO, Imperatriz-MA e Jussara-GO.
Mais de 70 policias estão nas ruas cumprindo 24 mandados expedidos pela justiça, sendo oito de prisão preventiva e 16 mandados de busca e apreensão. Os mandados foram expedidos pela vara criminal de Augustinópolis. Todos as as prisões foram cumpridas nas primeiras horas da manhã, sendo que uma em Araguatins, outra em Augustinópolis e mais uma em Maurilândia.
A PF não informou o nomes dos criminosos.
Folha do Bico 

Postagens mais visitadas